4 passos essenciais para tratar a Crosta Láctea
Bebé

07 Abril 2020

4 passos essenciais para tratar a Crosta Láctea

4 passos essenciais para tratar a Crosta Láctea

A crosta láctea é uma forma de Dermite Seborreica Infantil, muito comum em bebés, atingindo 1 em cada 4 bebés.

Surge nas primeiras semanas de vida e geralmente desaparece até ao primeiro ano de vida.


Caracteriza-se pelo aparecimento de escamas/crostas oleosas e amarelas no couro cabeludo, mas também pode aparecer nas sobrancelhas, atrás das orelhas e dos lados do nariz.


Vários estudos a nível da dermatologia pediátrica indicam que a presença de hormonas maternas ainda em circulação desencadeia a produção excessiva de sebo, o que favorece a infeção por fungos, formando-se escamas e crostas características.


Para tratar a crosta láctea é necessário:

  • Controlar a secreção de sebo
  • Productos com ação esfoliante suave, para ajudar a remover as crostas
  • Produtos com ação emoliente e regeneradora
  • Produtos com ação anti-oxidante e anti-irritante


A D’AVEIA tem um conjunto de produtos indicados na Crosta Láctea!

O Dr Dermoteca aconselha:


  1. À noite aplique, massajando D’AVEIA Dermo-Óleo Pediátrico, com marcada ação emoliente, que permite amolecer as crostas. Idealmente deverá deixar o D’AVEIA Dermo-Óleo Pediátrico em contacto com o couro cabeludo durante toda a noite.
  2. Na manhã seguinte, lave a cabeça do bebé com D’AVEIA Champô DS , que diminui a secreção sebácea e permite destacar as crostas e escamas. Quando aplicar o champô, deve massajar suavemente e deixar atuar cerca de 1 minuto. Enxaguar com água morna e limpe suavemente com uma toalha.
  3. Com um pente especial para bebés, retire suavemente as crostas.
  4. Repita este procedimento 3 a 4 vezes por semana, alternando nos outros dias com D’AVEIA Champô Neutro Pediátrico, que ajuda a restabelecer o equilíbrio fisiológico do couro cabeludo


Dr. Dermoteca

escrito por  Dra. Cristina Varandas, Farmacêutica, CEO & Founder da Dermoteca



Deixe o seu comentário sobre este artigo

O formulário foi submetido com sucesso.
Campo de preenchimento obrigatório.
Campo de email inválido
Campo com limite máximo de caracteres
Este campo não coincide com o anterior
Campo com limite mínimo de caracteres
Ocorreu um erro na submissão, por favor reveja o formulário.

* Campos de preenchimento obrigatório.